A FAMÍLIA

História de uma vitivinicultura de excelência

Jacopo Biondi Santi e seus filhos estão empenhados em continuar no coração da Maremma a história de vinho italiano de qualidade, transmitindo-as às novas gerações.
A FAMÍLIA

História de uma vitivinicultura de excelência

Jacopo Biondi Santi e seus filhos estão empenhados em continuar no coração da Maremma a história de vinho italiano de qualidade, transmitindo-as às novas gerações.

J

acopo Biondi Santi é o expoente da sexta geração de uma família de autênticos pioneiros no campo da enologia. Ele é assistido por seus filhos Tancredi, Clemente e Clio, e hoje lidera a propriedade Castello di Montepò com o mesmo espírito empreendedor de seus antepassados.

A qui, de fato, Sangiovese Grosso BBS11, patrimônio exclusivo da família, encontrou as condições ideais para continuar a expressar as grandes qualidades do envelhecimento que a tornaram um dos emblemas da enologia italiana. Jacopo Biondi Santi, autor de um projeto complexo e articulado para a valorização da produção vinícola em relação à tipicidade local, conseguiu este resultado a partir de um extenso estudo microclimático e do solo do território do Castello di Montepò, localizado ao Sul do Grosseto, no paralelo da fortaleza de Talamone. Uma importante equipe de pesquisadores, geólogos, agrônomos e enólogos coletou milhares de parâmetros que, analisados e integrados, permitiram o conhecimento específico e completo de cada parte do terreno, julgando-os excepcionalmente adequados para a produção de uvas para vinhos de qualidade e finura superior. Entre a intuição inata e o rigor científico, Jacopo Biondi Santi começou assim a criar novos vinhos de grande sucesso e espírito contemporâneo, em sinal de uma verdadeira ligação com a terra. Com a colheita de 91, nasceu Sassoalloro, uma ponte entre passado e futuro, o fundador de uma nova interpretação de Sangiovese em pureza: um rótulo de prontidão imediata que, ao mesmo tempo, mantém a longevidade característica dos grandes vinhos toscanos. Em 93, porém, a fé absoluta no Sangiovese sobre o qual a história da família foi construída, levou Jacopo Biondi Santi a testar seu potencial em uma mistura com Cabernet Sauvignon e Merlot, assinando a primeira safra do poderoso Schidione, espelhando sua filosofia inovadora.

T

ancredi Biondi Santi, não apenas em seu nome, traz em si o legado de uma família que encontrou seu destino na combinação de inovação e excelência enológicas.

Originário de Siena, onde completou seus estudos escolares, Tancredi Biondi Santi mudou-se então para Florença para iniciar seus estudos em Vitivinicultura e Enologia na Faculdade de Agricultura, estudando em profundidade os temas, práticas e técnicas que influenciaram profundamente sua vida desde a juventude mais precoce. Além de sua experiência universitária, desde o início Tancredi trabalha na empresa familiar, cuidando das relações com o mercado estrangeiro e apoiando seu pai Jacopo Biondi Santi nas escolhas administrativas e de gestão. Um viajante apaixonado e amante de diferentes culturas, desde 2017 ele tem sido o protagonista do novo curso do Castello di Montepò, cuja gestão ele reestruturou completamente, coordenando a equipe do projeto Montepò 2030.

A

família Biondi Santi conquistou seu lugar na tradição do vinho italiano graças à inventividade que a distinguiu desde o início. As raízes desta brilhante aventura remontam ao século XIX, quando Ferruccio Biondi Santi (1850-1917) plantou a primeira vinha em Montalcino com videiras de um clone selecionado de Sangiovese, chamado Sangiovese Grosso ou Brunello: foi o primeiro passo para uma nova maneira de fazer vinho que logo entraria na história do vinho italiano.

M

ovido pela mesma curiosidade e espírito de inovação, seu filho Tancredi Biondi Santi (1893-1970) foi um dos primeiros promotores da criação da disciplina, relativa ao DOCG, assim como pai do costume particular de erguer as antigas Reservas. Já o neto Franco Biondi Santi (1921-2013), ao longo dos 43 anos de administração da empresa, trabalhou arduamente – conseguindo fazê-lo – para elevar a marca Biondi Santi a um ponto de referência no mundo como a excelência do artesanato italiano de vinhos. Um extraordinário patrimônio enológico, fruto de mais de um século e meio de história e coletado pelo filho de Franco, Jacopo Biondi Santi que, no rastro traçado pelo espírito de empreendimento de seus antepassados, foi capaz de dar vida a novas tradições com vinhos de estilo contemporâneo.

P

ara concretizar sua corajosa e moderna visão, Jacopo escolheu Castello di Montepò, no coração da Maremma toscana. Aqui, com a mesma determinação da fortaleza medieval que permaneceu impregnada por séculos, Jacopo cultiva o Sangiovese rosso BBS 11, patrimônio exclusivo da família, juntamente com variedades internacionais com as quais ele cria etiquetas que expressam a individualidade vigorosa de um homem determinado a construir o futuro de sua família, tornando-a ainda mais brilhante do que no passado. Um trabalho intenso onde convergem experiência, intuição e rigor enológico, e no qual Jacopo é apoiado diariamente por seus filhos Tancredi, Clemente e Clio.

J

acopo Biondi Santi é o expoente da sexta geração de uma família de autênticos pioneiros no campo da enologia. Ele é assistido por seus filhos Tancredi, Clemente e Clio, e hoje lidera a propriedade Castello di Montepò com o mesmo espírito empreendedor de seus antepassados.

A qui, de fato, Sangiovese Grosso BBS11, patrimônio exclusivo da família, encontrou as condições ideais para continuar a expressar as grandes qualidades do envelhecimento que a tornaram um dos emblemas da enologia italiana. Jacopo Biondi Santi, autor de um projeto complexo e articulado para a valorização da produção vinícola em relação à tipicidade local, conseguiu este resultado a partir de um extenso estudo microclimático e do solo do território do Castello di Montepò, localizado ao Sul do Grosseto, no paralelo da fortaleza de Talamone. Uma importante equipe de pesquisadores, geólogos, agrônomos e enólogos coletou milhares de parâmetros que, analisados e integrados, permitiram o conhecimento específico e completo de cada parte do terreno, julgando-os excepcionalmente adequados para a produção de uvas para vinhos de qualidade e finura superior. Entre a intuição inata e o rigor científico, Jacopo Biondi Santi começou assim a criar novos vinhos de grande sucesso e espírito contemporâneo, em sinal de uma verdadeira ligação com a terra. Com a colheita de 91, nasceu Sassoalloro, uma ponte entre passado e futuro, o fundador de uma nova interpretação de Sangiovese em pureza: um rótulo de prontidão imediata que, ao mesmo tempo, mantém a longevidade característica dos grandes vinhos toscanos. Em 93, porém, a fé absoluta no Sangiovese sobre o qual a história da família foi construída, levou Jacopo Biondi Santi a testar seu potencial em uma mistura com Cabernet Sauvignon e Merlot, assinando a primeira safra do poderoso Schidione, espelhando sua filosofia inovadora.

  • DESCUBRA MAIS

    T

    ancredi Biondi Santi, não apenas em seu nome, traz em si o legado de uma família que encontrou seu destino na combinação de inovação e excelência enológicas.

    Originário de Siena, onde completou seus estudos escolares, Tancredi Biondi Santi mudou-se então para Florença para iniciar seus estudos em Vitivinicultura e Enologia na Faculdade de Agricultura, estudando em profundidade os temas, práticas e técnicas que influenciaram profundamente sua vida desde a juventude mais precoce. Além de sua experiência universitária, desde o início Tancredi trabalha na empresa familiar, cuidando das relações com o mercado estrangeiro e apoiando seu pai Jacopo Biondi Santi nas escolhas administrativas e de gestão. Um viajante apaixonado e amante de diferentes culturas, desde 2017 ele tem sido o protagonista do novo curso do Castello di Montepò, cuja gestão ele reestruturou completamente, coordenando a equipe do projeto Montepò 2030.

    A

    família Biondi Santi conquistou seu lugar na tradição do vinho italiano graças à inventividade que a distinguiu desde o início. As raízes desta brilhante aventura remontam ao século XIX, quando Ferruccio Biondi Santi (1850-1917) plantou a primeira vinha em Montalcino com videiras de um clone selecionado de Sangiovese, chamado Sangiovese Grosso ou Brunello: foi o primeiro passo para uma nova maneira de fazer vinho que logo entraria na história do vinho italiano.

    M

    ovido pela mesma curiosidade e espírito de inovação, seu filho Tancredi Biondi Santi (1893-1970) foi um dos primeiros promotores da criação da disciplina, relativa ao DOCG, assim como pai do costume particular de erguer as antigas Reservas. Já o neto Franco Biondi Santi (1921-2013), ao longo dos 43 anos de administração da empresa, trabalhou arduamente – conseguindo fazê-lo – para elevar a marca Biondi Santi a um ponto de referência no mundo como a excelência do artesanato italiano de vinhos. Um extraordinário patrimônio enológico, fruto de mais de um século e meio de história e coletado pelo filho de Franco, Jacopo Biondi Santi que, no rastro traçado pelo espírito de empreendimento de seus antepassados, foi capaz de dar vida a novas tradições com vinhos de estilo contemporâneo.

    P

    ara concretizar sua corajosa e moderna visão, Jacopo escolheu Castello di Montepò, no coração da Maremma toscana. Aqui, com a mesma determinação da fortaleza medieval que permaneceu impregnada por séculos, Jacopo cultiva o Sangiovese rosso BBS 11, patrimônio exclusivo da família, juntamente com variedades internacionais com as quais ele cria etiquetas que expressam a individualidade vigorosa de um homem determinado a construir o futuro de sua família, tornando-a ainda mais brilhante do que no passado. Um trabalho intenso onde convergem experiência, intuição e rigor enológico, e no qual Jacopo é apoiado diariamente por seus filhos Tancredi, Clemente e Clio.

CASTELLO DI MONTEPÒ

A HISTÓRIA DO VINHO

Jacopo Biondi Santi soube explorar o grande potencial do território do Castello di Montepò historicamente adequado para a produção de uvas de excelência.


LINHAS DE VINHOS
Siga-nos no Instagram
Castello di Montepò – Jacopo Biondi Santi